Make your own free website on Tripod.com
s h a n a 's  h i d e o u t



entrada
programação
gatos
tarot
livros
música
dislexias
links
chateiem-me

in english, please...

 

O Que é o Tarot?

O Tarot é um baralho de 78 cartas ilustradas e numeradas, que se dividem em Arcanos Maiores (ou Grandes Arcanos, 22 cartas) e Arcanos Menores (ou Pequenos Arcanos, 56 cartas), estes últimos sub-dividindo-se em Corte (16 cartas) e Pips (as restantes 40 cartas.) Pips é um termo inglês que indica 40 Arcanos Menores não-ilustrados, mas como não tenho ideia de como os chamar em português, vou usar este termo para facilitar a distinção nos Arcanos Menores.

Arcano significa conhecimento antigo, escondido, segredo, e vem de Arcana.

De Onde Vem o Tarot?

Ninguém sabe ao certo quem, quando ou como foi produzido o Tarot. Muitos mitos, espalhados por pseudo-peritos em n livros sobre Tarot, apontam o Antigo Egipcio como o cenário para a criação deste baralho. Outros falam de Ciganos, da Atlantida, Babilónia, etc, etc. As origens do Tarot estão, é verdade, envolvidas num certo mistério, mas não *tanto* assim.

A primeira referência a um baralho de Tarot que temos vem dos fins do séc. XIV, de um padre ou monge que fala de um baralho de jogo muito popular chamado carte da trionfi, Cartas de Trunfos. Esta referência vem a ser confirmada com a descoberta do primeiro baralho de Tarot, incompleto, no séc. XV, em Itália. O nome das cartas veio a ser mudado a meio do séc. XV para Tarocchi (sing. tarocco), para as distinguir de um jogo de Trunfos que entretanto entrou em voga, jogado com cartas normais.

Até ao séc. XVIII, o Tarot foi usado como um baralho de jogo, muito popular entre todas as classes da sociedade. As regras deste jogo ainda hoje existem, e podem ser encontradas aqui. No séc. XVIII, ocultistas franceses e ingleses "descobriram" o Tarot, proclamando este baralho como uma chave mística e mágica para a vida. O Tarot começou a ser usado para adivinhação e práticas de magia, e todo o seu simbolismo tomou uma nova dimensão, à medida que novos baralhos iam sendo criados de acordo com as crenças e conhecimentos dos ocultistas.

O Tarot Rider-Waite (ou Smith-Waite)?

Na primeira década do séc. XX, R.W. Waite criou um baralho inovador. Até à data, todos os baralhos tinham ilustrações somente nos Grandes Arcanos, tendo os Pequenos Arcanos figuras como as das existentes nos baralhos de cartas normais. A inovação de Waite foi criar, para cada uma das cartas de Ás a Dez dos 4 naipes, uma ilustração diferente que mostrasse o significado da carta. A autora destas ilustrações foi Pamela Coleman-Smith, uma artista prodigiosa que transformou as indicações de Waite em obras de arte inspiradoras que revolucionaram o mundo do Tarot. Com estas novas ilustrações carregadas de simbolismo, já não era necessário funcionar somente com os significados decorados. O leitor podia agora deixar-se levar pela imaginação e inspirar-se nas cartas para fazer as suas leituras.

O baralho que Waite e Smith criaram chama-se Rider-Waite (Rider foi a editora que publicou o baralho), ou Smith-Waite, em homenagem à artista. O RW criou toda uma escola de Tarots, e é o baralho mais recomendado para começar; Por um lado, a sua simbologia deve muito aos baralhos clássicos, e a adição das ilustrações nos pips é de uma tremenda ajuda nas leituras. Por outro lado, a grande maioria dos baralhos modernos baseiam-se neste ou noutros baralhos da mesma escola oculta (Golden Dawn), logo este forma uma base muito sólida de aprendizagem.


[entrada] [programação] [gatos] [tarot] [livros] [música] [dislexias] [links] [chateiem-me]